Skip to main content

Os jogos Olímpicos de Tóquio estão se aproximando, entre os dias 23 de julho a 08 de agosto de 2021 vamos acompanhar pelas telinhas cerca de 33 esportes, 46 modalidades esportivas e com a expectativa de mais de 11 mil atletas, sendo 178 brasileiros. E claro, o ciclismo será representado pelos melhores competidores da história.

Além disso, o ciclismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio tem conquistado os amantes do esporte, além de chamar atenção e atrair novos olhares. E com toda certeza nós vamos estar ligados em tudo que vai rolar este ano.

Veja aqui tudo que irá acontecer e fique por dentro de todas as novidades!

Com a pandemia, as Olimpíadas de Tóquio que aconteceriam em 2020 precisou ser adiada. Porém, a preparação para que o evento aconteça em uma nova data está a todo vapor. No ciclismo, os eventos-testes já começaram, sendo uma oportunidade para que os atletas de diferentes países conheçam a pista e se preparem.

As disputas vão acontecer no Velódromo de Izu, no Fuji International Speedway, Parque Ariake e no Izu MTB.

Como funciona o ciclismos nos Jogos Olímpicos de Tóquio?

Nas olimpíadas de Tóquio o ciclismo é composto por cinco modalidades. São elas:

  • Mountain Bike;
  • Estrada;
  • Pista;
  • BMX;
  • BMX Livre.

Para se classificar, o fator principal é estar bem posicionado no campeonato mundial de cada modalidade, como é o caso do brasileiro Henrique Avancini, de 32 anos, que além de ocupar o terceiro lugar do ranking mundial da UCI ele também conquistou o bronze nas duas últimas etapas da Copa do Mundo. Mas, existem outras formas de ser classificado para as Olimpíadas, como exemplo ficar bem posicionado nas disputas individuais de cada modalidade.

O número de vagas variam de acordo com a modalidade, por isso, em algumas delas não teremos representantes brasileiros e em outras teremos atletas de ambos os gêneros ou de apenas um, como no caso do BMX Livre que teremos apenas o representante masculino.

O Brasil representando o ciclismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio

O atleta Henrique Avancini é a grande aposta brasileira para conquistar uma medalha nas Olimpíadas de Tóquio. Ele é o principal ciclista que vai representar o Brasil na modalidade de Mountain Bike.

Avancini tem se destacado ganhando diversas provas ao redor do mundo e, por esses bons resultados, há uma grande expectativa de que o brasileiro seja campeão nessa olimpíada.

Ele já participou das Olimpíadas de 2018, no Rio de Janeiro, quando ficou em 23° lugar. Mas, como o atleta tem se preparado bastante, a expectativa é que suba no pódio e saia de Tóquio com um medalha no peito.

Outra grande aposta brasileira do ciclismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio está na equipe feminina, a Jaqueline Mourão.
Jaqueline, de 45 anos, irá nos representar também na modalidade de Mountain Bike, ela, que já está em sua sétima participação nas olimpíadas, deixa os brasileiros bem confiantes.

Suas melhores classificações no Mountain Bike até o momento foram em Atenas, 2004, onde terminou em 18° lugar e em Pequim, 2008, que ficou em 19° lugar. Mas dessa vez, há grandes chances de que ela subirá ao pódio.

Quando serão os Jogos Olímpicos de Tóquio?

Como em outros eventos, os Jogos Olímpicos de Tóquio tiverem que ser adiados, devido à Covid-19. Porém, a programação já conta com uma nova data para acontecer, que será entre os dias 23 de julho a 8 de agosto deste ano.

Essa é a primeira vez na história que os Jogos Olímpicos são adiados. Neste caso, pelo motivo de proteger e assegurar o bem-estar dos atletas e todos os envolvidos nas olimpíadas. Mas, dependendo da situação do país em relação a Covid, pode ser que ocorra um novo adiamento. Vamos torcer para que isso não aconteça!

Confira a programação das modalidades do ciclismo

Estrada:

  • 24 de julho, às 11h – Masculino
  • 25 de julho, às 13h – Feminino
  • 28 de julho, às 11:30h – Contra relógio (feminino e masculino)

Mountain Bike:

  • 26 de julho, às 15h;
  • 27 de julho, às 15h.

BMX Racing:

  • 30 de julho, às 10h – Masculino e feminino

BMX Freestyle:

  • 1 de agosto, às 10h – Masculino e feminino

Ciclismo de pista:

  • 2 a 8 de agosto, a partir das 15:30 – Masculino e feminino.

Triathlon:

  • 6 de julho, às 6:30h – Masculino;
  • 27 de julho, às 6:30h – Feminino;
  • 31 de julho, às 7:30h – Revezamento misto.

Quais as medidas de segurança para os atletas?

Como em diversas regiões do mundo, Tóquio também está sofrendo com a covid, então, para garantir a segurança durante os jogos, todos os atletas e equipe técnica passarão pela testagem quando chegarem ao Japão e antes das competições.

Além disso, a presença de torcedores ainda está sendo analisada. Lembrando que as fronteiras do Japão estão bloqueadas, não permitindo estrangeiros. Assim, possivelmente, se for aberto ao público, terá a presença apenas dos nativos.

Quer saber mais? Então fique ligado aqui no blog da TBC, por aqui você encontra as principais competições de ciclismo no Brasil e no mundo e fica sabendo de tudo que está rolando no mundo das bikes.

Veja também sobre a Copa do Mundo de Mountain Bike em 2022. Clique aqui!

Fonte da imagem: olimpiadatododia.com.br

Leave a Reply